O que são Ubuntu Snaps?

Você sabe o que são os pacotes Snaps? E sabe como eles funcionan no Linux?

O que são Ubuntu Snaps?

Uma das coisas mais bacanas do GNU/Linux é a liberdade de escolhas. É algo que não existe em nenhuma outra plataforma e que permite maior controle sobre o que está acontecendo. Eu mesmo não me vejo utilizando outro SO.
O problema é referente à instalação de programas e a falta de padrão. Hoje os arquivos .deb e .rpm são predominantes e adotados até pela Google na disponibilização de seus programas. Quem não segue esses padrões precisava se virar nos 30 para conseguir instalar os programas.

A solução seria adotar os arquivos .deb e .rpm?

Não exatamente!

O Linux e suas bibliotecas estão em constante atualização e nem todas distribuições se preocupam em manter a compatibilidade com programas mais velhos e o que vemos, na maioria das vezes, é um grande quebra-cabeças quando um programa não é atualizado ou é descontinuado. Aí, nada de instalar aquele programa velhinho, mas que ainda funcionaria perfeitamente.

Pensando em resolver isso, muitas iniciativas foram projetas, como o Appimage, o Fltapack e o Snappy. A diferença, é que aqui os pacotes são oferecidos com suas bibliotecas e assim, funcionam independentemente da versão do sistema ou do sistema. A ideia é ter pacotes universais, que podem ser instalados em todos os sistemas sem alterações ou adaptações.

Para melhorar a explicação, imagine os arquivos um arquivo .zip. Esse arquivo é o nosso programa. No formato .deb teríamos apenas o programa em si dentro desse arquivo e precisaríamos de mais pacotes para que ele funcione corretamente. Agora imagine que todos esses pacotes fossem reempacotados em outro .zip e assim, gerando apenas um arquivo.
Claro que isso aumenta o tamanho do pacote, mas ao mesmo tempo garante o funcionamento do programa em qualquer sistema e em qualquer versão.
Legal, né?

O Snap

O snap é a tecnologia adotada pela Canonical para ser utilizada em seu ecossistema, como Desktop Ubuntu, Servidores e Internet das Coisas. Como a implementação é de código aberto, não demorou muito para estar disponível em outras distribuições, como o Gentoo.
O Ubuntu 16.04 já vem com o snappy por padrão e para instalar um programa com ele é simples, como pode ser visto na instalação do Hugo.

$ sudo snap install hugo

Pronto, o software acabou de ser instalado e já pode ser utilizado normalmente. Para instalar em outras distribuições usamos o mesmo comando e por consequência, teremos o mesmo software, garantindo 100% de compatibilidade.

Veja como instalar no Gentoo, seguindo esse mesmo princípio.

Compartilhe nas suas redes sociais

Regis

Regis Tomkiel

Sócio Fundador da Dose Extra Multimídia, produtor audiovisual, desenvolvedor web, podcaster, escritor e quando sobra tempo, coleciona videogames e filmes independentes.

Mais publicações do autor…
Você pode gostar: