Você Está se Comunicando?

Seria hipocrisia dizer que a vida seria melhor sem a internet ou as redes sociais, afinal sou uma usuária de ambas e estou postando meu texto em um ambiente virtual, mas é necessário o equilíbrio.

Você Está se Comunicando?

Texto escrito por Laura Kirchhof e originalmente postado no antigo site Dose Extra.

Com a evolução dos meios de comunicação social, atualmente as informações se disseminam de maneira muito rápida. O processo da globalização em conjunto ao capitalismo, fez com que os veículos de comunicação ficassem acessíveis a maior parte da população e o que parecia impossível, com a tecnologia e a expansão da internet, tornou-se realidade. Hoje vivemos num mundo totalmente conectado. As notícias chegam a todo o momento, fazemos compras através de lojas virtuais e podemos nos relacionar com pessoas do outro lado do mundo, porém o que o parecia apenas ser um grande passo para a humanidade, trouxe consigo uma série de problemas.

Em seu livro “Informar Não é Comunicar”, Dominique Wolton afirma que esse excesso de informação, ao invés de melhorar a comunicação, está ocasionando o que ele denominou de “incomunicação”, que ocasiona o ódio e a incompreensão de determinados indivíduos. Segundo o próprio título dessa obra literária, informação não é sinônimo de comunicação, a informação pode ser considerada como a mensagem a ser emitida e a comunicação é muito mais complexa do que isso, se comunicar é conviver e negociar.

Antigamente, utilizávamos o termo “comunicação de massa” para denominar o processo dos meios que atingiam um grande público, contudo, esse termo não condiz mais com a realidade. Os receptores das mensagens estão mais ativos e se recusam a aceitar certas notícias ou conceitos, não é uma “massa” homogênea, ao contrário é cada vez mais heterogênea. Devido principalmente ao mundo virtual e as redes sociais, uma série de opiniões baseadas em achismos, sem o devido aprofundamento do assunto, circulam diariamente em nosso cotidiano. Elas fazem com que sejam divulgadas mensagens muitas vezes falsas e preconceituosas que ao serem compartilhadas levam consigo a incomunicação do leitor que não concorda com tais absurdos.

Além do que, com a facilidade de se comunicar através das redes sociais, o ser humano está perdendo o contato face a face, a conversa olho no olho. É claro, que esse avanço tecnológico facilitou nossas relações e sem dúvida aproximou muitas pessoas, mas não podemos nos restringir a isso. A comunicação não está apenas nas mensagens como já foi dito, está na relação com o outro, na convivência que não necessariamente precisa ser física, está nas palavras, na entonação, nos gestos e até mesmo no silêncio.

Seria hipocrisia dizer que a vida seria melhor sem a internet ou as redes sociais, afinal sou uma usuária de ambas e estou postando meu texto em um ambiente virtual, mas é necessário o equilíbrio. Não precisamos estar sempre conectados para sermos considerados modernos, precisamos também manter a essência da comunicação, que é manter esse diálogo com quem está ao nosso lado.

Compartilhe nas suas redes sociais

Bruno

Bruno Nascimento

Estudante de Publicidade e Propaganda; Redator e Fotógrafo em Dose Extra Multimídia; Escritor, Podcaster e Gladiador Dourado em Dose Extra Blog.

Mais publicações do autor…
Você pode gostar: